Em 13 de maio de 2022 por Comunicação / Prefeitura Municipal de Itaboraí

Casa de Cultura apresenta “Mulheres pioneiras do Brasil” até 18 de junho

mulheres pioneiras 2A Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres, no Centro, está com duas exposições abertas ao público, com visitação gratuita até o dia 18 de junho. No Espaço do Artista Local, a exposição “Mulheres pioneiras do Brasil: herança de lutas e conquistas”, da artista plástica Amanda Gomes. São 10 retratos em aquarela de algumas mulheres que lutaram pelos direitos femininos, muitas delas pioneiras em suas áreas de atuação, em diferentes épocas.

Entre as retratadas, estão, Heloísa Alberto Torres, Raimunda Putani Yawnawá, Maria da Penha Fernandes e a escritora Nísia Floresta. Cada retrato é acompanhado de um pequeno texto explicativo, que fala um pouco sobre a atuação, o pioneirismo e o legado dessas mulheres. Os textos são de autoria do jornalista e escritor William Mendonça, coordenador de Patrimônio da Casa de Cultura.

Segundo a artista plástica, Amanda Gomes, esse projeto surgiu durante a pandemia, quando ela lia textos dos avanços dos direitos das mulheres no Brasil.

“Eu mergulhei nesse universo e não reconhecia o rosto e história dessas grandes mulheres, por isso quis trazer essas informações através da arte. São mulheres brasileiras que deram o primeiro passo em muitas áreas para contribuir com o direito civil das mulheres, como por exemplo, a primeira mulher a ser pajé numa tribo indígena, a Raimunda Putani; a primeira mulher na área militar, Maria Quitéria, e tantas outras. Esse projeto é mais amplo e deve chegar a 50 mulheres ainda”, disse Amanda, formada em Artes, com especialização em Gravura, na Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

No salão principal, a Casa também abriga a exposição “Voiağanto”, do artista plástico, Elpidio Barreto Lisboa, o Maradona. A mostra é composta por esculturas usando técnicas de assemblagem, pintura e esculturas no estilo “Steampunk”, voltadas para a arte sustentável.

Até o dia 4 de junho, a Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres também está com o filme “Casamento Cigano” aberto ao público, na sala de audiovisual. O filme mostra a festa de casamento dos jovens ciganos, que durou três dias e aconteceu em maio de 2008, em um acampamento no município de Itaquaquecetuba, em São Paulo.

Os vídeos que fazem parte do projeto Etnodoc foram cedidos pelo Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular e pela Associação Cultural de Amigos do Museu de Folclore Edison Carneiro. A exibição dos vídeos sobre variados temas da cultura popular está disponível para visitantes individuais ou para grupos.

Para conferir as exposições, a Casa de Cultura Heloísa Alberto Torres fica localizada na Praça Marechal Floriano Peixoto, 303, Centro. Agendamento para grupos e escolas pelo WhatsApp (21) 98958-8727 ou pelo telefone (21) 2635-4291.

 

Secretaria Municipal de Comunicação 

LEIA MAIS EM PMI





  • Portal Oficial da Prefeitura Municipal de Itaboraí
    Praça Marechal Floriano Peixoto, 97 - Centro, Itaboraí - RJ, 24800-165
    Fale Conosco: comunicacao@itaborai.rj.gov.br
    ©2022 - Desenvolvido por Secretaria Municipal de Fazenda e Tecnologia / SEMFAT